Só se é mãe de um filho que nasceu?

Atualizado: Jan 18


Muitas mulheres perdem seus filhos em um momento muito precoce da gestação. Muitas vezes, esse bebê ainda estava em processo de formação e não tinha um rostinho ou partes mais definidas.


Se engana quem pensa que perder um filho no início da gravidez dói menos.


Isso deixa o processo de perda ainda mais difícil, porque a mulher perde um filho que só cabe em sua idealização de como ele poderia ser.


Outras mulheres perdem seus filhos em um momento mais avançado da gestação ou, ainda, no parto.


A dor do luto é singular e envolve a ligação emocional que a mãe tem com seu bebê, independente do tempo de gestação.


O luto materno é legítimo, não importando o momento que ocorreu.


É PRECISO COMPREENDER QUE TODO BEBÊ NASCE.

NASCER SEM VIDA, TAMBÉM É NASCER.


Esse bebê existiu e, mesmo que dentro da barriga, ele foi cuidado por uma mãe e por um pai. Ele tem uma família. E ele vive, mesmo que nas lembranças e sonhos daqueles que o aguardaram, desejaram e amaram.


É preciso respeitar a forma como a mulher vai se nomear diante dessa situação. Isso é um processo e pode não ser imediato. Ela deve ser acolhida em sua decisão e a forma que deu significado a sua história.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Me siga nas redes sociais!

  • SoundCloud ícone social
  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2020 por Tayrini Martins de Oliveira

 Política de Privacidade e Termos de Uso

ícone - WhatsApp